Terça-feira, 25 de abril de 2017.
Notícias
Atualizada em 31/01/2017
Novo Terminal Pesqueiro está 60% concluído
Fotos
Quem passa pela Avenida Otoniel Dórea nas imediações da praça dos mercados centrais da capital ou navega pelas águas do Rio Sergipe já pode notar a imponência do maior investimento do Executivo Estadual em prol da cultura da pesca. Executada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) em parceria com a Companhia Estadual de Obras Públicas (Cehop), as obras do novo Terminal Pesqueiro de Aracaju já atingem 60% de sua execução.

Tendo investimentos no valor de R$ 7.290.032,10, oriundos do Governo Federal, o terminal pesqueiro terá 1.256,22 m² de área construída e nos próximos meses estará apto a atender a milhares de sergipanos envolvidos na cultura da pesca que desenvolverão suas atividades com melhorias na estrutura, serviços profissionalizados e aprimoramento na qualidade dos produtos oferecidos.

Andamento da obra
De acordo com o Secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, o percentual dos serviços já correspondem a 60%. “50 operários trabalham na conclusão da pintura da cobertura metálica que já foi quase toda instalada, finalizam o reboco e o revestimento nas paredes, aplicam os peitoris e janelas, bem como estão desmontando o escoramento do reservatório superior”, detalha.

Ele ressalta que a celeridade também é mantida em outras frentes. “Os profissionais estão desmontando o escoramento do reservatório superior, concluindo o cais que avançará cinco metros adentrando o rio, cujas extremidades são de madeira e, posteriormente finalizarão a alvenaria da fábrica de gelo, ficando para depois os serviços complementares, de modo que a previsão de conclusão é de 120 dias”, explica.

Valmor Barbosa diz ainda que a obra será um marco para o desenvolvimento pesqueiro. “A princípio, o terminal atenderá a 27 colônias de pescadores, o que corresponde a mais de 12 mil profissionais da Grande Aracaju e região Sul do Estado, que desenvolverão suas atividades seguindo as normas da ANVISA e com melhorias na estrutura e no manuseio, resultando na redução de custos, no amplio das vendas dos peixes e pescados para grandes varejistas dentro e fora do Estado, com a possibilidade de ampliação no número dos profissionais envolvidos com a cultura da pesca”, afirma.

O novo terminal
A edificação do novo terminal pesqueiro terá dois níveis e é composta por um espaço administrativo com lobby, lanchonete, cozinha, sala de reunião, salas administrativas, sanitários e sala para treinamento. Para o tratamento e distribuição de pescado e frutos do mar, a estrutura terá um cais de atracação com 632,00 m², áreas para recepção, seleção, beneficiamento e comercialização dos produtos, salas de higienização de equipamentos, depósito, recepção e controle, depósito de caixas limpas, higienização e embalagem, câmaras frigoríficas, silo de gelo, câmara de espera, depósito de resíduos e casa de máquinas, dentro das determinações estabelecidas pela Vigilância Sanitária.

Completando as dependências essenciais, o espaço interno terá uma sala de higienização, vestiários e sanitários para funcionários e tripulação, rampas e elevador de acesso, além de uma estação de tratamento de esgoto.

Para o comerciante Osmar Augusto dos Santos, a esperança de dias melhores já se faz presente. “Vivo aqui na beira do cais e dependo da pesca há mais de 20 anos. Assim com eu todos esperam melhorar de vida com essa obra, pois precisamos de muitas coisas que aqui (onde o pescado atualmente recebe o tratamento) não existe. Carecemos de uma estrutura maior, com mais higiene, que seja bom para a gente trabalhar. Dá parav ver que a obra está bem adiantada, e quanto mais ela avança, a expectativa fica maior”, revela.

Segundo o Secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, Esmeraldo Leal, a finalização desse complexo trará benefícios para múltiplas áreas, a exemplo da economia e do turismo. “O terminal pesqueiro fomentará o desenvolvimento para várias comunidades de pescadores de Sergipe. Mas, além disso, ele se tornará um ponto estratégico para o estado nos sentidos turístico e produtivo. A obra dialoga com a cidade de Aracaju, servindo de base de comercialização de produtos advindos do mar e dos rios sergipanos”, destaca.

Por: Alex Santiago
Fotos: Jorge Reis
 
 
Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano - Seinfra
Rua Vila Cristina, 1051 - Bairro São José - Aracaju/SE - CEP: 49020-150
PABX: (79) 3198-5300 / Email: gabinete@seinfra.se.gov.br
© 2016 Seinfra. Todos os direitos reservados.