Terça-feira, 25 de abril de 2017.
Notícias
Atualizada em 28/09/2016
“O trabalho de Zé Eduardo não será esquecido”, diz Jackson ao inaugurar residencial
Fotos
A poucos metros da antiga invasão do bairro Porto D’Anta, que beirava a avenida Euclides Figueiredo, 580 famílias receberam oficialmente, na noite desta terça-feira, 27, casas do conjunto Residencial José Eduardo Dutra. O governador Jackson Barreto esteve no local para entregar as 551 unidades habitacionais padrão e 29 adaptadas para pessoas com deficiência. No total, foram investidos R$ 34.615.218,10, através do programa Pró-Moradia, sendo R$ 14.779.218,10 de contrapartida do Estado.

“Eu me emociono muito quando lembro de Zé Eduardo. Um homem leal, companheiro, de bom caráter. Zé Eduardo deu uma lição de ética, honradez e competência e nós estamos homenageando-o com essa obra e dando para a população moradia de qualidade. Quando eu vejo esse país passando tantas dificuldades e a gente perdeu a figura de Zé Eduardo, a figura de Marcelo Déda, é como se uma geração intermediária de homens públicos de Sergipe tivesse sido praticamente dizimada. É uma sensação de ausência muito grande. Por isso, nós não podemos esquecer a passagem, o trabalho, a vida, o legado de Zé Eduardo Dutra”, declarou Jackson Barreto.

O secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, destacou a sensibilidade do governo em investir em uma área tão significativa e necessária como habitação. “No ano passado entregamos 600 casas em Socorro e esse ano 580 aqui. Os recursos somados dão mais de R$60 milhões. O governo do Estado está aportando mais de R$20 milhões. Isso mostra a sensibilidade do governo nessa área tão importante, reforça o compromisso em atender famílias de baixa renda, em vulnerabilidade”.

O secretário anunciou ainda que dará continuidade às obras de urbanização no Porto D’Anta. “Nós já licitamos a urbanização desse trecho próximo da ponte do Marcos Freire até o Moinho Sergipe. Vamos fazer um novo corredor alargando a avenida Euclides Figueiredo, fazendo praça, campo de futebol, ciclovia, iluminação, uma via de contenção”, explicou.

Mudança de vida
De barraco à casa de alvenaria. É assim que a doméstica Ana Paula Freitas define sua mudança de vida. Em sua primeira residência própria, ela, o marido e quatro filhos dividem uma casa com varanda, sala, cozinha, banheiro, dois quartos e área de serviço. Ela conta que antes sua vida se resumia a um espaço apertado e sem condições de vivência. “Ainda nem acredito que tenho essa casa. Até adoeci quando a recebi, de tão nervosa que estava. Só de não pagar aluguel todos os meses, é ótimo. Para a gente que veio da baixa renda, com uma casa boa dessas, com tudo ajeitado e área externa grande, é bom demais morar aqui. Somos privilegiados”.

A dona de casa Valdete de Souza relata que tem zelo pela nova moradia e, junto com a família, já começa a produzir jardim na varanda e quintal. “Já estamos cultivando algumas coisas. Meu marido plantou tomate, manjericão, pimenta, capim santo, macaxeira e goiaba. Não dá para explicar a felicidade. Onde morávamos antes, quando chovia, molhava tudo. Mas aqui temos qualidade de vida. É uma área bem ventilada, valorizada e cercada de maré por todos os lados”, relatou.

No conjunto José Eduardo Dutra, as 580 famílias já tinham em posse a documentação das casas populares, entregue em abril. O residencial dispõe de estrutura acessível, com pavimentação em piso tátil e rampas para colaborar com a locomoção de pessoas com deficiência. Além disso, há drenagem pluvial, rede de distribuição de água, esgotamento sanitário, pavimentação, urbanização e execução de rede de iluminação pública.

Para a dona de casa Simone Neves, o residencial é um local adequado para os filhos crescerem. “Morava num barraco aqui na avenida Euclides Figueiredo. Quando chovia, era ruim, pois enchia e apareciam ratos e cobras. Além disso, não tinha saneamento. Depois, ganhei essa oportunidade. É totalmente diferente ter sua própria casa. E eu gostei daqui. Tem uma estrutura boa, o conjunto é legal, e gosto da localização, porque tem tudo perto”.

Já para a ambulante Maria Helenice Rocha, morar no conjunto José Eduardo Dutra é a realização de um sonho. “Essa é minha primeira casa própria e estou muito feliz. No momento que recebi a chave, vim logo para cá. Sonhei muito com esse momento. Foi uma promessa cumprida pelo governo, e agradeço a Jackson Barreto pela oportunidade. É o presente que ganhei de Natal”, ressaltou.

Este é o segundo conjunto residencial construído pelo Governo de Sergipe no âmbito do Pró-Moradia. Em 2015, o Estado entregou 600 casas do conjunto Neuzice Barreto de Lima, em Nossa Senhora do Socorro. Ao todo, juntamente com as obras dos conjuntos Neuzice Barreto, José Eduardo Dutra, Agripino I e II, o Recanto Verde I e II, foram investidos R$170 milhões em habitação, sendo R$40 milhões de contrapartida do Governo do Estado.

Pró-Moradia
O Pró-Moradia é um programa do Governo Federal, realizado em parceria com o Estado e financiado pela Caixa Econômica Federal, que contribui com o acesso à moradia adequada a pessoas em situação de risco social e com rendimento familiar mensal de até três salários mínimos. Em Sergipe, o programa é executado por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra).

Presenças
Estiveram presentes na solenidade o vice-governador Belivaldo Chagas; a irmã do homenageado, Maria Cristina Dutra; a viúva do homenageado, Tereza Souza; o gerente executivo da Petrobrás, Eugênio Dezen; o secretário de Estado da Infraestrutura Valmor Barbosa; o secretário de Estado da Comunicação Social, José Sales Neto; o secretário de Estado da Agricultura, Esmeraldo Leal; a secretária de Estado da Inclusão Social, Marta Leão; o assessor especial do Governo, Oliveira Junior; o superintende da Fundação Aperipê, Givaldo Ricardo; o presidente do DER, Antônio Vasconcelos; o presidente do Banese, Fernando Mota; a deputada estadual Conceição Vieira; o deputado federal João Daniel e o artista plástico Bené Santana.

Fonte ASN
 
 
Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano - Seinfra
Rua Vila Cristina, 1051 - Bairro São José - Aracaju/SE - CEP: 49020-150
PABX: (79) 3198-5300 / Email: gabinete@seinfra.se.gov.br
© 2016 Seinfra. Todos os direitos reservados.