Domingo, 28 de maio de 2017.
Notícias
Atualizada em 19/04/2016
Seinfra e DER realizam concretagem em pilares na ponte sobre o Rio do Sal
Fotos
Na madrugada da última sexta-feira, 15, a Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) em parceria com o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER) realizou a concretagem de três pilares da ponte sobre o Rio do Sal entre as cidades de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro.

Executados pelo Governo der Sergipe, com recursos provenientes do Programa Sergipe Infraestrutura no valor de R$ 1.008.001,59, os serviços consistem na recuperação dos 10 pilares de sustentação, dos dois passeios laterais, guarda-corpo, drenagem e iluminação da ponte que possui 287,30 metros de extensão por 13 de largura e é o principal acesso entre o município de Nossa Senhora do Socorro e as Zonas Leste e Norte da capital sergipana.

A preparação
Segundo o Secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, as condições climáticas comprometeram o bom andamento dos serviços. “Durante 15 dias seguidos os profissionais tentaram concretar os quatro pilares da maneira como foi feita os dois primeiros, mas a constante oscilação da maré de março não permitiu. Assim, há cerca de duas semanas eles vêm estudando a tábua das marés para poder executar a concretagem na madrugada em que ela estivesse com o nível mais baixo e de um modo diferente”, explica.

Ele diz que o novo tipo de operação foi planejado minuciosamente. “Na noite anterior eles fizeram uma prévia cronometrada das atividades do percurso via barco através de GPS, realizaram as marcações nos quatro pilares no tempo exato em que a ponte estivesse interditada e tudo ocorreu como o planejado, tudo isso com a devida autorização da Marinha que inspecionou o barco e todo o equipamento de segurança e de navegação”, declara.

Valmor Barbosa acrescenta que o bom entrosamento de todos os envolvidos facilitou o bom andamento do processo. “Para a realização dos serviços a logística da empresa contratada foi primordial, sem contar na parceria das Superintendências Municipais de Transporte e Trânsito (SMTT) de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, que auxiliaram na interdição da ponte e deram suporte durante toda a execução dos trabalhos.

A concretagem
O secretário explica como foi feita a concretagem. “Em cima do vão da ponte uma betoneira acoplada a um caminhão bomba-lança através de um braço mecânico controlado por um joystic (controle remoto usado em jogos eletrônicos) jogava o concreto por uma tubulação até cada um dos pilares. Por sua vez, cinco operários em cima da plataforma em volta do pilar tinham o tempo máximo de 12 minutos para guiar o concreto de 50 mpa com adição de microssílica e metal caulim (cuja função é fechar os poros do pilar e assim evitar a erosão) e despejá-lo no centro da forma que circula o pilar. Feito isso, os profissionais realocavam a plataforma para o outro pilar, repetindo o processo” detalha.

Ele completa que por conta de um imprevisto natural, os serviços de concretagem não contemplou todos os pilares.“Como a maré demorou a baixar, o tempo para a execução dos trabalhos ficou limitado, e, já que a ponte tinha que ser liberada para o tráfego às quatro horas da madrugada, só foi possível realizar a concretagem em três dos quatro pilares previstos, ficando os responsáveis para a fazer o estudo da tábua da maré das próximas semanas e concluir os cinco pilares restantes na madrugada em que ela estiver mais baixa”, frisa.

Por: Alex Santiago
Fotos: Jorge Reis
 
 
Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano - Seinfra
Rua Vila Cristina, 1051 - Bairro São José - Aracaju/SE - CEP: 49020-150
PABX: (79) 3198-5300 / Email: gabinete@seinfra.se.gov.br
© 2016 Seinfra. Todos os direitos reservados.