Sábado, 29 de abril de 2017.
Notícias
Atualizada em 28/05/2015
Jackson Barreto assina ordem de serviço para adutora do Poxim
Fotos
O Governo do Estado não para de investir abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem e construção de adutoras. Mais de R$ 1 bilhão são investimentos nessa área, são obras na Grande Aracaju e nos municípios do interior, que já foram concluídas, estão em andamento ou serão iniciadas, e que vão garantir melhores condições de vida para a população, além de serviços de saneamento básico e distribuição de água com qualidade.

Na manhã desta quinta-feira, 28, o Governador do Estado, Jackson Barreto, assinou mais uma obra no conjunto de ações para melhoria de qualidade de vida dos sergipanos. A assinatura para inicio das obras de construção da barragem do Poxim.

A obra vai proporcionar a ligação da barragem Jaime Umbelino de Souza (barragem do rio Poxim) à estação de tratamento do Poxim, localizada próximo ao campus da UFS, em São Cristóvão. Orçada em mais de R$ 36 milhões, a intervenção vai garantir segurança hídrica e abastecimento de água da Grande Aracaju pelos próximos 30 anos, beneficiando uma população estimada de 700 mil habitantes.

Outro objetivo da nova adutora é promover a ligação futura da barragem do Poxim à estação de tratamento do São Francisco. A manobra proporcionará que, em caso de emergência, a Grande Aracaju não fique desabastecida. Com início imediato da construção, a obra tem previsão de entrega de 18 meses.
“Para uns, essa obra pode ser uma coisa simples, mas para os que fazem o Governo, é importante. Estamos aqui para provar nosso amor ao Estado de Sergipe e mostrar a grandeza e importância dessa obra para a Grande Aracaju. Essa derivação que vai ser colocada com ligação à estação de tratamento do São Francisco, serve para amparar a Grande Aracaju sem grandes dificuldades, caso haja necessidade”, comentou Jackson Barreto.

As obras do Poxim fazem parte do Programa de Aceleramento do Crescimento do Governo Federal (PAC). O financiamento foi feito em parceria entre a Deso, Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal e o Governo do Estado.

“Nunca se investiu tanto em saneamento básico em Sergipe. É um Governo preocupado com os sergipanos. Já temos a marca de R$ 1 bilhão e R$ 30 milhões só em saneamento com a conclusão dessas obras. Estamos constantemente elaborando projetos, submetendo ao Governo Federal e conseguindo recursos e parceria nessa área que é tão importante para a melhoria de qualidade de vida dos sergipanos. O que estamos vendo hoje, é uma administração estadual preocupada com obras importantes que garantam a segurança hídrica no nosso Estado”, explicou Valmor Barbosa, Secretário de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano.

Obra
A obra da nova adutora inicia a partir da barragem do Poxim-Açu, já implantada e inaugurada em 2013. Neste local, já existem comportas para captação de água bruta em vários níveis a montante do lago, encaminhando-a para um ponto a jusante da barragem.

O sistema de adução de água bruta do Poxim-Açu (adutora do Poxim-Açu), abrangendo os municípios de Aracaju e de São Cristóvão, tem como objetivo a ampliação da produção de água através da captação na barragem do Poxim, com destinação de uma vazão de 4320 m³/hora à estação de tratamento de água do Poxim.

A obra consiste na execução de uma tomada d'água de sucção de 800 mm até uma estação elevatória de água bruta, de onde partirá a adutora de recalque, com diâmetro de 900 mm, percorrendo um caminhamento tecnicamente favorável de aproximadamente 14 km até a estação de tratamento de água do Poxim.

A implantação da adutora corresponde a um investimento total de R$ 36.475.259,15, sendo R$ 21.499.969,59 referentes à construção da adutora e estação elevatória de água bruta, R$ 13.577.272,48 referentes à aquisição de tubos, conjuntos motobombas, válvulas e conexões, R$ 1.042.517,08 referentes a supervisão e gerenciamento da obra, e R$ 355.500 referentes a aquisição de áreas. Computadas as duas etapas, investe-se um valor superior a R$ 120 milhões no complexo da barragem do rio Poxim.
Ligação futura da barragem do Poxim à estação de tratamento do São Francisco
De acordo com o diretor-presidente da de Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Carlos Melo, os sistemas Poxim e São Francisco são totalmente independentes, mas, após o problema ocorrido em Pedra Branca, pensou-se na possibilidade de fazer uma interligação entre eles.

“Juntos, esses sistemas se somam para conseguir abastecer a Grande Aracaju nos próximos 30 anos”, complementou, acrescentando que a construção da nova adutora já estava planejada e com material disponível. “A tubulação já está no local. Apenas uma parte dela foi utilizada emergencialmente no rompimento da adutora do São Francisco”, concluiu.
 
 
Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano - Seinfra
Rua Vila Cristina, 1051 - Bairro São José - Aracaju/SE - CEP: 49020-150
PABX: (79) 3198-5300 / Email: gabinete@seinfra.se.gov.br
© 2016 Seinfra. Todos os direitos reservados.