Quarta-feira, 24 de maio de 2017.
Notícias
Atualizada em 10/10/2014
Proinveste: Mercado de Lagarto terá 300 novos boxes
Cento e vinte operários trabalham no local. Previsão é que obra seja concluída em oito meses
Fotos
O Governo do Estado está investindo R$ 15 milhões no novo Mercado Municipal de Lagarto. A obra, esperada pela população há mais de 40 anos, começa a tomar forma graças aos recursos do programa Proinveste.

“Eu não via a hora dessa obra começar. O mercado já estava caindo aos pedaços, prejudicando os comerciantes e espantando os fregueses. Agora trabalhamos aqui nessa poeira, mas sabemos que esse sacrifício é para que a gente tenha dias melhores”, vislumbra a feirante Clarice Melo, que trabalha comercializando no mercado há mais de 17 anos. Como ela, diversos outros comerciantes que utilizavam as instalações foram realocados para uma área nas proximidades para continuar o seu trabalho enquanto as obras são realizadas.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, a obra do mercado de Lagarto é uma das mais importantes a serem projetadas com recursos do Proinveste. “Além de restaurar uma parte já existente, vamos ampliá-lo com a construção e modernização de estruturas dentro dos requisitos da vigilância sanitária e concedendo à população lagartense um espaço digno e de qualidade para a realização das feiras populares”, afirmou o secretário, lembrando também que este é mais um serviço realizado pelo Governo do Estado em favor do desenvolvimento de uma das principais cidades sergipanas.

Condições Precárias
A precariedade das antigas instalações e a necessidade urgente dessa intervenção também são relatadas pelo comerciante Adilson Fraga de Melo, que há 23 anos comercializa diversos produtos no local. “Víamos sujeira e a situação precária que causavam prejuízos a todo mundo. Eu mesmo, comercializando aqui, ia comprar carne e outros produtos lá na feira do povoado Jenipapo. Tudo por causa da falta de higiene que a gente via aqui todos os dias”, descreve o comerciante.

“Como eu, muitos outros clientes vão voltar a comprar aqui quando tivermos uma outra situação. E isso vai esquentar todo o comércio, movimentando mais dinheiro e beneficiando todos os envolvidos nas compras e vendas por aqui”, prevê Adilson.

A opinião também é compartilhada pelo ambulante Valter Ribeiro de Oliveira, que há 15 anos tira o seu sustento dos produtos que comercializa, dentre eles, as bolsas de nylon que a maioria dos clientes utiliza para as suas compras. “Eu sou o termômetro daqui. E eu já estava fervendo, pois via o movimento diminuindo todos os dias. Agora todos temos esperança de viver novos dias, já que ganharão os feirantes, os produtores, os transportadores e os fregueses que ficarão satisfeitos. O que eu quero é estar vendendo bem e trabalhando num lugar limpo e decente”, contextualiza, em tom bem humorado.

A Obra
A obra, cuja conclusão é estimada em cerca de oito meses, promoverá a ampliação de área para mercado hortifrúti e lanchonetes; construção de bancas para hortifruti; execução de instalações elétricas, hidrosanitárias, rede de drenagem interna, combate de incêndio, cabeamento estruturado; construção de pavimento superior contendo praça de alimentação com lanchonetes, terraço panorâmico e área administrativa com espaço para instituição financeira (banco), posto policial e administração do prédio.

Também será realizada a construção de sanitários masculino, feminino e para deficientes físicos; cobertura em estrutura metálica (já em conclusão) e telhamento em fibrocimento e pintura geral.

Além disso, nas antigas instalações, também serão promovidos os serviços de renovação das instalações elétricas; das instalações hidrossanitárias; da rede de drenagem interna; de novos boxes de carne, frango, suíno, pescados e miúdos; instalações de equipamentos de combate a incêndio; instalação de câmara frigorífica; construção de sanitários e vestiários masculino e feminino; e pintura geral.

Com cerca de 40% do seu total concluído, os serviços hoje contam com aproximadamente 120 operários e máquinas nos serviços de conclusão de terraplanagem e pilares das novas instalações, e na restruturação das antigas instalações com a construção de cerca de 300 novos boxes e serviços adjacentes.

“Hoje estamos dinamizando os serviços de construção dos novos boxes que, quando estiver sendo concluído, sincronizará com a finalização dos serviços de instalações hidráulicas, hidrossanitárias e estruturais. Concluída essa parte, partiremos para os acabamentos”, informa o mestre de obras da empresa RGM Construções, Edilvan Alves, um dos responsáveis pelo acompanhamento dos serviços.
 
 
Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano - Seinfra
Rua Vila Cristina, 1051 - Bairro São José - Aracaju/SE - CEP: 49020-150
PABX: (79) 3198-5300 / Email: gabinete@seinfra.se.gov.br
© 2016 Seinfra. Todos os direitos reservados.